Carta aberta à comunidade do 2 de Julho

Salvador, 18 de julho de 2012

Prezadas(os) Senhoras(es) e frequentadores do Bairro 2 de Julho,

Alguns de nós, moradores do Bairro 2 de julho, acompanhados das renomadas urbanistas Gloria Cecília Figueiredo e Laila Muhard, fomos ao Clube Fantoches da Euterpe, no dia 18/06, às 9h, da manhã, para um encontro com o representante da Fundação Mario Leal Ferreira, para que nos fosse apresentado o Projeto de Humanização do Bairro Santa Tereza. Em decorrência do não comparecimento do representante da Fundação Mario Leal Ferreira e da total desinformação sobre o mencionado projeto, nós, moradores e amigos do bairro, organizamos uma reunião circunstancial, na qual as urbanistas nos esclareceram sobre a legislação de urbanismo, tendo como referência o Estatuto da Cidade e o PDDU (Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano) de Salvador, com especial atenção aos itens nessas leis pertinentes ao distrito de São Pedro, onde se encontra o Bairro 2 de Julho.

Oriundo desse importante momento de tomada de consciência e articulação dos moradores, o Movimento Nosso Bairro é 2 de Julho vem buscando o diálogo com os representantes do município responsáveis pelo dito Projeto de Humanização (sic) do bairro SantaTereza, para discutir as ações de reabilitação do bairro e as intervenções das obras de alto padrão, visando, com a discussão, a salvaguarda da população atual que habita o bairro. Na quarta reunião (29/06) do Movimento Nosso Bairro é 2 de Julho, realizada no Coreto do bairro, com participação de diversos moradores, foi constituída uma comissão com seis moradores e um suplente, para representar o bairro na Audiência Pública (12/07), na visita do Relator Nacional do Direito Humano à Cidade – DHESCA, e oferecer suporte técnico à Associação Comunitária do Largo 2 de julho e Adjacências – ACLAJ; além de marcar uma manifestação no desfile cívico do dia 2 julho.

Mantendo nossa já habitual reunião das noites de sexta-feira, conclamamos os moradores e amigos do bairro para nosso próximo encontro, no dia 20 de julho de 2012, no Coreto do bairro, a partir das 18h30. Nessa reunião pretendemos exibir alguns momentos da Audiência Pública e da visita do Relator ao bairro, bem como apresentar os encaminhamentos propostos pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública, tomando como baseo documento escrito para a ONU, pelo relator Leandro Franklin Gorsdorf.

Lembramos a todas e todos que este movimento quer, antes de tudo, um bairro limpo, seguro, com bons equipamentos públicos, além, é claro, da manutenção do nome consagrado pelos documentos e pela memória popular. O que questionamos não são as importantes e necessárias melhorias, mas o modo como as propostas de mudança (não) vêm sendo divulgadas, sem a devida e legítima interlocução com os moradores do bairro, os principais atores interessados no processo. Sua presença é fundamental para garantir que as mudanças apontem na direção de um bairro melhor para todas e todos, em especial os que já moram e vivem aqui.

Atenciosamente,

MOVIMENTO NOSSO BAIRRO É 2 DE JULHO

About these ads

Uma resposta em “Carta aberta à comunidade do 2 de Julho

  1. O empresário Armando Correia Ribeiro esta faturando alto em cima disso e a sucom vem dando como concluída suas obras que na verdades continuam perigosas ruínas a exemplo uma em frente a Bahia Marina com risco de cair em cima de varias famílias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s